Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

dias nossos

da infância deles vão lembrar um dia de inverno em 2021, um daqueles fins de semana, em que já cumpriamos algum recolhimento neste ano pandémico, mas que aproveitámos para sair um pouco de casa. o dia estava cinzento mas espreitei a app do telemóvel e previa chuva só para o fim da tarde. e assim, saímos ao final da manhã, um dia cinzento mas com o sol tímido. saimos nas nossas bicicletas, que têm sido o nosso meio de transporte preferido nos últimos tempos, em direcção ao passeio ribeirinho. Andámos por lá, brincámos e os miúdos andaram com o pai a aventurar-se pelos trilhos de BTT que há por lá, enquanto eu e a Victória ficámos no parque infantil a andar de escorrega (ou a subir por ele acima!!).

O céu começou a ficar escuro e a hora de almoço a aproximar-se quando resolvemos voltar para casa. too late... :) começaram a cair as primeiras pingas que rapidamente se tornou numa valente chuvada. abrigámo-nos por baixo de uns armazéns da policia maritima, ali perto e a chuva pareceu dar sinais de abrandar.

claro que tomei a iniciativa de arrancar na bicicleta e dizer-lhes para me seguirem... só me lembro de os ver aos três, abrigados, o pai a fazer-me sinal para voltar para trás e eu e a Victória debaixo de uma chuvada monumental. voltei para trás, para o pé deles e a risada foi total!! :)

mais tarde, encharcados mas felizes, com eles a gozarem com a mãe do género: "E lá foi a mãe - venham, são uns homens ou são uns ratos?! - e avançou para o dilúvio!" e voltámos para casa fartos de rir. já passaram semanas, e continuamos a recordar este dia, sobretudo quando vamos nos nossos passeios de bike.

diversão. aventura. são momentos assim, muitos momentos assim, que temos e quero que continuemos a ter. mesmo assim acho que por vezes somos demasiado sérios com eles. e para sério já basta o tempo que vivemos!

 

 

:)